PERGUNTAS E RESPOSTAS

Por que a Lei do Mandante é boa para os Clubes?

Sem a Lei do Mandante os Clubes não tem um produto para vender. É como se tivessem metade de uma nota de 100 reais. Ou seja, só podem vender seus direitos para uma emissora que já tenha comprado os jogos dos times com quem ele jogará. Com os direitos pertecentes ao mandante cada Clube passa a ter 19 jogos inteiros para negociar. E pode fazer isso com qualquer emissora que desejar. Essa liberdade cria concorrência e aumenta o valor que o clube vai receber.

1

2

Por que a Lei do Mandante é
boa para os Torcedores?

Acabam os jogos em Apagão, ou seja, não vai mais existir jogo que não tenha transmissão em nenhum lugar. Todos os jogos passam a pertencer a alguém,
podendo assim, ter transmissão, independentemente de outras negociações. 

Por que a Lei do Mandante é boa para os veículos de mídia?

Porque mais veículos de mídia poderão entrar na disputa pelos direitos. Aumentam as possibilidades de negociações, elas ficam mais democráticas, abre oportunidade para  concorrência e para players que, anteriormente, nem pensavam em entrar na disputa.

3

4

A tendência da Lei do Mandante não é que cada clube transmita seus jogos na sua própria plataforma?

Não. A Lei do Mandante até abre essa possibilidade, mas a negociação em grupo é que vai trazer os melhores resultados. Um time sozinho, tem 19 jogos, mas cinco Clubes juntos, têm quase cem. Um pacote, sem dúvida, muito mais atraente. Para efeito de comparação, sem a Lei do Mandante, cinco Clubes juntos teriam apenas 20 jogos pra negociar, que seriam os confrontos entre eles mesmos, nem sempre a melhor opção de partidas para algum comprador.

Os Clubes menores saem prejudicados?

Não. Os Clubes de menor torcida na Lei atual são reféns do contrato que as emissoras fecham com os grandes Clubes. Com a Lei do Mandante um Clube de menor torcida vai poder vender seus 19 jogos e, nessas partidas estão, claro, incluídos os confrontos com todos os outros clubes, de todos os tamanhos. Nenhum Clube (independentemente do tamanho) depende de ninguém. Todos podem se sentir fortes e com um pacote de jogos muito atraente.

5

6

Porque nenhum detentor de direitos perde nada com a Lei do Mandante. Pelo contrário, todos eles ganham. Na TV aberta, com os direitos pertencentes à Globo nada muda. A emissora continua com acesso à mesma quantidade de jogos que já tinha. No PPV a Globo não pode exibir
os 38 jogos do Athletico/PR. Com a Lei do Mandante, ela passa a ter o direito de exibir 19 jogos do Athletico, como visitante, ou seja, Premiere ganha 19 jogos a mais. Na TV fechada tanto o SporTV como a TNT ganham jogos com a Lei do Mandante. E não existe nenhum desrespeito aos
contratos existentes e nem à exclusividade cedida. Os direitos adquiridos são respeitados.

Por que não esperam os
contratos em vigor terminarem?

O torcedor vai ficar perdido, sem saber onde assistir seu time?

Não. Atualmente, o torcedor já tem, pelo menos, quatro lugares pra assistir (Globo, Sportv, TNT e Premiere) e consegue transitar tranquilamente nesses ambientes.
O torcedor já se acostumou. A NFL, nos Estados Unidos, por exemplo, é exibida em muitos lugares e o torcedor americano não fica perdido. Ele se adaptou rapidamente e sabe que tem muitas opções para assistir à partida que quiser.

7

  • Twitter

@FuteMaisLivre

Copyright • FUTEBOL.+LIVRE